Ciência

ROBÔS e IA que farão suas tarefas domésticas EM BREVE? Saiba o que esperar

Robô doméstico? Saiba se isso é possível (Foto: Reprodução/ Colagem Canva)

Se você pudesse escolher, que tarefas um robô realizaria em sua casa?

Na sitcom “Small Wonder” de 1985, um robô era um membro da família chamado Vicki. Contudo, a cultura pop frequentemente nos apresenta robôs como auxiliares eficientes, a exemplo de Rosey, a empregada dos Jetsons, e Jarvis, o avançado assistente de IA dos filmes do Homem de Ferro e dos Vingadores.

A autora de ficção científica Joanna Maciejewska expressou essa ideia em uma postagem no X (antigo Twitter) no começo do ano: “Prefiro que a IA lave minhas roupas e pratos para que eu possa me dedicar à arte e à escrita, em vez de a IA realizar minha arte e escrita enquanto eu cuido das tarefas domésticas”. Segundo o Cnet.

Continua após o anúncio

5 dicas para economizar a bateria do celular

A postagem de Maciejewska viralizou, alcançando 3 milhões de visualizações e 102 mil curtidas desde sua publicação em 29 de março.

Continua após a publicidade

Esse é o futuro que os Jetsons imaginaram em 1962 – e, passados 62 anos, ainda estamos a caminho.

A integração da tecnologia de IA e robótica em nosso cotidiano é um desafio técnico que persiste há décadas, acompanhado de profundas questões filosóficas e éticas. Como Maciejewska destacou, é uma questão complexa: “Quem determina o que amamos e o que deve ser automatizado?”, questiona.

Meta é obrigada a parar de treinar sua IA em dados pessoais brasileiros (Foto: Reprodução)
Meta é obrigada a parar de treinar sua IA em dados pessoais brasileiros (Foto: Reprodução)

Muitos profissionais, como contadores, temem a substituição por IA, mas veem com bons olhos a assistência da mesma em tarefas como a escrita de artigos.

O interesse no tema cresceu com o surgimento da IA generativa, que demonstrou habilidades notáveis na escrita, embora não tanto em matemática ou questões fiscais. Sistemas como ChatGPT, Google Gemini, Microsoft Copilot, Meta AI e Adobe Firefly chamam atenção pela capacidade de processar linguagem e imagens de forma quase humana.

Contudo, é essencial diferenciar chatbots de robôs físicos. Maciejewska, por exemplo, não busca um robô de lavanderia, mas sim uma IA que realize tarefas desagradáveis, como a declaração de impostos, embora haja ceticismo sobre a confiabilidade da IA em tarefas complexas.

Apesar das dúvidas, o fascínio pelos robôs de lavanderia continua, ressaltando a importância de compreender as possibilidades e limitações da IA e o empenho dos desenvolvedores nessa área em evolução.

Inteligência Artificial (IA) versus Robótica: Uma Distinção Crucial

Frequentemente confundidas, IA e robótica são campos distintos com objetivos e desafios próprios. A IA é a simulação da inteligência humana em máquinas, atuando como o cérebro da operação, enquanto a robótica lida com as máquinas físicas que interagem e manipulam o mundo ao redor.

A robótica enfrenta desafios únicos, pois exige hardware avançado para realizar tarefas complexas, algo que ainda está em desenvolvimento em comparação com os avanços rápidos da IA generativa. Exemplos específicos de robôs, embora impressionantes, muitas vezes não encontram um caminho viável para o mercado de consumo devido à sua natureza especializada e custo elevado.

A lavanderia, por exemplo, é uma tarefa doméstica que ilustra bem a complexidade enfrentada pela robótica, exigindo manipulação física detalhada e adaptabilidade a diferentes objetos e ambientes, um desafio que continua a ser o foco de pesquisadores e startups.

Continua após a publicidade

Compartilhe:
Mostrar comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *