Bem-vindo!

Ao se registrar conosco, você poderá discutir, compartilhar e enviar mensagens privadas com outros membros de nossa comunidade.

Inscreva-se agora!
  • Olá, o tema escuro já está disponível no HT Fórum. Para usar, basta ir no final da página e clicar em (Fluent), em seguida selecione o (Fluent V2 Dark).

Radios FM Faixa Estendida

Membro conhecido
Oct
613
341
Em um supermercado de Jundiaí, nas ruas em volta é impossível sintonizar qualquer emissora FM, exceto as potentes rádios locais em 104,3 e 105,1. E essas ainda com interferências. `Ruídos de fontes chaveadas, inclusive o próprio LED, afinal são centenas concentradas no mesmo ambiente. E soma-se a isso, e qualidade inferior dos receptores de FM atuais...
Pois é, GotardI...
Quando o projeto de Radiodifusão Digital começou pelo mundo afora, lá pela década de 1980, com o sistema europeu DAB - Digital Audio Broadcasting, o qual ocupou os canais abandonados pela OTAN-TV. Será que nos dias de hoje, com tanta interferência, esse sistema funcionaria aqui no Brasil?
Pelo andar da carruagem, é bom que os Radiodifusores pleiteiem uma faixa de broadcasting lá pelos 900 MHz ou mais alta ainda, pois as faixas de AM (ondas médias e curtas) mais a parte baixa do VHF estão seriamente poluídas com a emissão de interferências de toda a sorte.
 
Última edição:
Membro conhecido
Oct
613
341
Em um supermercado de Jundiaí, nas ruas em volta é impossível sintonizar qualquer emissora FM, exceto as potentes rádios locais em 104,3 e 105,1. E essas ainda com interferências. `Ruídos de fontes chaveadas, inclusive o próprio LED, afinal são centenas concentradas no mesmo ambiente. E soma-se a isso, e qualidade inferior dos receptores de FM atuais...

Nos EUA, Elon Musk está oferecendo a programação de AM, porém numa alternativa de streaming:

Vídeo com legenda e tradução automáticas

Será que a alternativa de rádio via satélite é viável?
Conheçam a experiência dos EUA e Canadá:

Sirius XM Holdings Inc. é um empresa estadunidense que fornece radiodifusão via satélite e que é formada por duas companhias que operam nos Estados Unidos, Sirius Satellite Radio e XM Satellite Radio. A empresa também tem uma filial canadense chamada de Sirius XM Canada, uma empresa afiliada, que fornece serviço da Sirius e da XM no Canadá. No final de 2013, a Sirius reorganizou sua estrutura societária, que fez da Sirius XM Radio Inc., uma subsidiária direta, integral da Sirius XM Holdings Inc.[1] A Sirius XM Radio foi formada depois que a Comissão Federal de Comunicações (FCC) dos EUA aprovou a aquisição da XM Satellite Radio Holding, Inc. pela Sirius Satellite Radio Inc., em 29 de julho de 2008, 17 meses depois das empresas fazerem a primeira proposta de fusão.[2] A fusão trouxe às empresas combinadas um total de mais de 18,5 milhões de assinantes com base no número de assinantes atuais na data da fusão.[2] O negócio foi avaliado em US $ 3,3 bilhões, sem incluir dívida.[3] Até 2013, A Sirius XM tem 25,6 milhões de assinantes.[4]

A proposta da fusão foi contestada por aqueles que acreditavam que uma fusão criaria um monopólio. A Sirius e XM argumentaram que a fusão era a única maneira que o rádio via satélite poderia sobreviver.[3]
Mais detalhes da História da Sirius XM na Wikipédia:
 
Top