Bem-vindo!

Ao se registrar conosco, você poderá discutir, compartilhar e enviar mensagens privadas com outros membros de nossa comunidade.

Inscreva-se agora!
  • Olá, o tema escuro já está disponível no HT Fórum. Para usar, basta ir no final da página e clicar em (Fluent), em seguida selecione o (Fluent V2 Dark).

Canais pagos da TV por assinatura

Membro conhecido
Sep
2,672
2,027
Jogos de Domingo (06/12).
Fut-domingo-a-06dez2020.jpg

Fut-domingo-b-06dez2020.jpg
 
Membro conhecido
Sep
2,672
2,027

Com jogos da Libertadores e Sul-Americana, Conmebol TV atinge marca de 200 mil assinantes


(Reprodução)

As empresas Claro, Net e Vivo, e a Conmebol, estão festejando o sucesso da Conmebol TV, serviço de pay-per-view que transmite a Libertadores da América e a Copa Sul-Americana. Segundo o UOL Esporte, o serviço ultrapassou a marca de 200 mil assinantes na semana passada.

A meta, até as quartas de final da Libertadores, era atingir 100 mil clientes. Com o número atual de assinantes, um faturamento de R$ 7,9 milhões é esperado para dezembro.

Por outro lado, há uma preocupação com os meses subsequentes. Com a saída do Vasco e o jogo de ida ruim do Bahia na Copa Sul-Americana, e a eliminação do Internacional para o Boca Juniors, teme-se um cancelamento em massa e a queda de receita.
 
Membro conhecido
Dec
426
839
Pessoal, não sei se é uma impressão minha, mas sempre acho a qualidade de imagem dos canais da turner inferior aos canais globo. Alguém mais também tem a mesma impressão? Principalmente nas transmissões esportivas. Também percebo 'inferioridade' quando o EI cede imagens para outras emissoras.
 
Membro conhecido
Sep
2,672
2,027


Confira o ranking de audiência da TV Paga no mês de dezembro/2020

6 de janeiro de 2021 03:10 Hialley Gouveia

Veja abaixo o ranking dos 90 canais mais assistidos do Brasil no serviço de TV por Assinatura (PayTV), na faixa horária das 06h00 às 05h59, no mês de dezembro/2020:

1º Globo 11,17
2º Record 4,41
3º SBT 3,72
4º Band 1,02
5º RedeTV! 0,42
6º Viva 0,26
7º TV Cultura 0,24
8º Discovery Kids 0,21
9º Globo News 0,21
10º Cartoon Network 0,18
11º SporTV 0,16
12º Megapix 0,16
13º Universal TV 0,15
14º TV Brasil 0,15
15º Rede Vida 0,14
16º Discovery Channel 0,14
17º Record News 0,14
18º TV Aparecida 0,14
19º Gloob 0,13
20º AXN 0,12
21º TNT 0,12
22º Nickelodeon 0,11
23º Discovery Home & Health 0,11
24º Fox Sports 0,10
25º Multishow 0,10
26º Space 0,09
27º Fox Channel 0,09
28º Studio Universal 0,09
29º Warner 0,07
30º ESPN Brasil 0,07
31º Discovery ID 0,07
32º Telecine Action 0,06
33º TLC 0,06
34º National Geographic 0,06
35º TV Gazeta 0,06
36º CNN Brasil 0,06
37º Animal Planet 0,06
38º FX 0,06
39º SporTV 2 0,06
40º GNT 0,06
41º Telecine Premium 0,06
42º Cinemax 0,06
43º Telecine Pipoca 0,05
44º Boomerang 0,05
45º Nick Jr 0,04
46º History 0,04
47º Sony 0,04
48º CNT 0,04
49º Paramount Network 0,04
50º Canal Brasil 0,04
51º Disney Channel 0,04
52º Nat Geo Wild 0,04
53º Fox Life 0,04
54º Telecine Fun 0,03
55º Discovery Turbo 0,03
56º TV Novo Tempo 0,03
57º Telecine Touch 0,03
58º Band News 0,03
59º Rit 0,03
60º A&E 0,03
61º HBO 0,02
62º MTV 0,02
63º AMC 0,02
64º ESPN 0,02
65º Food Network 0,02
66º Disney Jr 0,02
67º E! Entertainment 0,02
68º Disney XD 0,02
69º Lifetime 0,02
70º H2 0,02
71º Telecine Cult 0,02
72º TV Câmara 0,02
73º TBS 0,01
74º TV Escola 0,01
75º Fox Sports2 0,01
76º TV Senado 0,01
77º Futura 0,01
78º SyFy 0,01
79º Band Sports 0,01
80º Shop Time 0,00
81º ESPN2 Brasil 0,00
82º Film & Arts 0,00
83º WooHoo 0,00
84º Travel Box Brasil 0,00
85º Nat Geo Kids 0,00
86º TV Justiça 0,00
87º Max Prime 0,00
88º CNN Español 0,00
89º Sesc TV 0,00
90º ZooMoo 0,00

Cada ponto equivale a 101,7 mil residências, ou 305,1 mil telespectadores no Painel Nacional de Televisão da PayTV (TV por Assinatura).
As médias acima são referentes as praças: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Brasília, Goiânia, Manaus, Fortaleza, Florianópolis, Porto Alegre, Curitiba, Belém, Vitória e Campinas.
Os dados são consolidados e mensurados pelo instituto Kantar Ibope Media.
 
Membro conhecido
Sep
2,672
2,027

Primeira premiação dedicada a filmes e séries de super-heróis, fantasia e ficção acontece neste domingo com transmissão da TNT


A cerimônia da primeira edição do Critics Choice Super Awards acontece neste domingo, 10 de janeiro, às 22h00, e terá transmissão exclusiva da TNT na TV e no Youtube. Este novo prêmio foi criado para celebrar alguns gêneros mais populares que nem sempre são lembrados nas principais cerimônias de premiação, e que atraem milhões de fãs em todo o mundo. Super-heróis, ação, fantasia, terror, ficção científica e animação terão agora um lugar para comemorar suas principais realizações a cada temporada.

A transmissão da TNT terá comentários de Aline Diniz e Michel Arouca. A tradução ficará por conta de Robert Greathouse e Regina P. McCarthy

Nessa primeira edição do Critics Choice Super Awards, a organização dará o prêmio Legacy à franquia Star Trek, que acaba de completar 55 anos, como reconhecimento do impacto cultural da franquia nas primeiras décadas, conquistando novos e leais fãs de Star Trek com suas novas histórias e personagens. O prêmio será recebido por Patrick Stewart e Sonequa Martin-Green.

O período de elegibilidade para todos os candidatos inclui todas as produções liberadas de 1º de janeiro a 31 de dezembro de 2020. Os vencedores serão escolhidos pelos votos dos membros do Critics Choice Association.

O destaque dessa primeira edição foi o filme Palm Springs, da Hulu e da produtora NEON, com cinco indicações, incluindo Melhor Filme de Ficção Científica / Fantasia, Melhor Ator (Andy Samberg e JK Simmons), Melhor Atriz (Cristin Milioti) e Melhor Vilão (JK Simmons). Logo atrás estão Aves de Rapina (Warner Bros.), Freaky (Universal), Dois Irmãos: Uma Jornada Fantástica (Disney +), Sonic: O Filme (Paramount), A Caçada (Universal), The Old Guard (Netflix) e Os Irmãos Willoughby (Netflix) com quatro indicações, cada.

Em produções de TV, o destaque é a série Lovecraft Country (HBO) com seis indicações, incluindo Melhor Série de Terror, Melhor Ator (Michael K. Williams e Jonathan Majors), Melhor Atriz (Wunmi Mosaku e Jurnee Smollett) e Melhor Vilão (Abbey Lee). The Boys (Amazon) vem na sequência, com cinco indicações.

A cerimônia do Critics Choice Super Awards será neste domingo, 10 de janeiro, às 22h00, com transmissão da TNT, TNT Séries e no Youtube da TNT.

25658989.jpg
 
Membro conhecido
Sep
2,672
2,027
Comida

Programação

01/03/2021, 22:30

Newco lançará canal de culinária em abril, o Sabor e Arte



Mariana Toledo
POR MARIANA TOLEDO
[email protected]


Em abril, estreia Sabor e Arte, nova marca da Newco, programadora de TV por assinatura ligada ao Grupo Bandeirantes. Este será o segundo novo canal da Newco dentro do período de pandemia – o primeiro foi o AgroMais, no ar desde junho do ano passado. Em entrevista a TELA VIVA, a diretora executiva da Newco, Monica Monteiro conta sobre o lançamento. "Aprendemos com a TV aberta que culinária é um segmento muito importante. Por meio do 'Masterchef', do programa do Edu Guedes e da Catia Fonseca, a Band foi para um lado muito forte de culinária e fez sucesso, então sentimos a necessidade de montar um canal a cabo que oferecesse 24 horas de programação dedicada ao tema. E, principalmente, com brasileiros fazendo", conta.

O canal – que já deve ser lançado em todas as grandes operadoras na estreia – nasce robusto, reunindo canal de TV, site e aplicativo. "A ideia é que a pessoa aprenda as receitas na televisão e já abra o aplicativo, que estará conectado aos supermercados, para comprar os ingredientes que irá precisar", explica Monteiro. "Foi um aprendizado da pandemia. Entendemos que as pessoas estão em casa e querem fazer tudo com o celular, sem ter que sair de casa – assistir, fazer, pagar, encomendar. Então repensamos o canal inteiro para que ele não fosse só mais um canal a cabo. Ele já nasce com o app e presente no Band Play. É um projeto totalmente 360".

O Sabor e Arte vai focar em dois conceitos-chave: o não-desperdício, baseado no cenário de pandemia, que leva as pessoas a cozinhar suas refeições em casa para manter o isolamento e controlar o orçamento; e a gastronomia como empreendedorismo, mais uma vez considerando o contexto atual, em que muita gente viu na cozinha uma solução para o período marcado pelo desemprego.
 
Membro conhecido
Sep
2,672
2,027
david_soares1-e1614994465993.jpg

TV por Assinatura

05/03/2021, 22:02

Deputado propõe acabar com cotas de conteúdo nacional e canais obrigatórios na TV paga



Samuel Possebon
POR SAMUEL POSSEBON
[email protected]

https://telaviva.com.br/05/03/2021/...do-nacional-e-canais-obrigatorios-na-tv-paga/

O deputado federal David Soares (DEM/SP), filho do pastor R.R. Soares, apresentou esta semana um projeto de lei na Câmara (PL 681/2021) que extingue praticamente todos os dispositivos da Lei do Serviço de Acesso Condicionado (SeAC), que rege o mercado de TV por assinatura. A proposta prevê a revogação dos artigos 5 e 6 (que estabelecem restrições de propriedade cruzada entre programadores e operadores; a eliminação completa dos artigos 12 ao 24 e do artigo 31 (que tratam de todas as obrigações de credenciamento das programadoras junto à Ancine e das regras referentes a cotas de programação e restrições de publicidade); e ainda revogações parciais nos artigos 10 e 32. Estas revogações parciais propostas eliminam a obrigatoriedade de transmissão pelas operadoras de TV paga dos canais da TV Câmara, TV Senado e Supremo, assim como os canais da cidadania, assembleias legislativas e universitário. Ficariam mantidas apenas as obrigações de transmissão dos canais abertos e dos canais do Poder Executivo. Outras revogações parciais do artigo 32 acabariam afetando as operadoras de TV por assinatura no sentido de torná-las responsáveis pelos conteúdos obrigatórios carregados e pelo custo de viabilização destes canais. Além disso, as mudanças previstas pelo deputado permitiriam que as operadoras de TV por assinatura alterassem a programação dos radiodifusores.

O deputado David Soares justifica que a retirada das amarras regulatórias são importantes para tornar a TV por assinatura mais competitiva com os serviços prestados ela Internet. Alguns dos argumentos para o seu projeto mostram pouco apreço pela produção audiovisual brasileira e outros não estão condizentes com os dados reais do mercado.

Ele diz que "no tocante às cotas de programação e de canais, (…) os resultados foram muito aquém do esperado, tanto na quantidade, como na qualidade da produção e oferta de conteúdo audiovisual nacional". Este dado não é correto. Houve durante o período de vigência das cotas um expressivo crescimento na quantidade produzida de conteúdos audiovisuais produzidos e consumidos, inclusive superando a cota de programação estabelecida em lei. Mas para o parlamentar, "quem acabou pagando a conta do intervencionismo foi novamente o consumidor de televisão por assinatura, que passou a conviver com canais que não desejava e mesmo em seus canais preferidos, com conteúdo nacional repetitivo e – salvo raras exceções – de baixa qualidade". Diz ainda que "não se pode perder de vista que sob o aspecto moral é de todo reprovável a ideia de que uma elite intelectual – burocrática e/ou artística – possa de qualquer forma impor aos consumidores conteúdo pago e de origem privada, retirando-lhes aquilo que é mais essencial neste tipo de serviço, que é a liberdade de escolha" . E completa: "Demais disso, a inutilidade das cotas de programação e de canal fica evidente quando se percebe a qualidade e os ótimos resultados de audiência e crítica em obras nacionais produzidas pela plataforma NETFLIX".

"Voltando-se para o SeAC, no qual vigora o sistema de cotas e passados 10 anos da publicação da Lei, surgiram 15 canais de espaço qualificado brasileiro, dos quais 10 se enquadram também na condição de canal independente, resultados que se não insignificantes, mostram frustração quanto ao objetivo de ampliar artificialmente a produção de conteúdo nacional e de conteúdo nacional independente", diz o parlamentar.
O parlamentar dedica toda a sua argumentação ao fim das cotas. Contudo, não justifica as razões pelas quais está excluindo em sua proposta também os canais do Legislativo e Judiciário, nem as mudanças que faz em relação às regras de carregamento das emissoras abertas.

Um detalhe importante do projeto: apesar de acabar com as cotas de programação nacional e independente, o deputado David Soares não revoga os artigos da Lei do SeAC que obrigam as operadoras de telecomunicações a recolherem a CONDECINE. O projeto ainda aguarda a definição de relator para ter a sua tramitação iniciada, mas se soma a mais de uma dezena de outros projetos que tratam de alterações na Lei do SeAC.
 
Top