Notícias

YouTube remove músicas protegidas sem afetar outros áudios

YouTube remove músicas protegidas sem afetar outros áudios (Foto: Reprodução)

YouTube lança ferramenta avançada para remoção de músicas protegidas por direitos autorais

Em 4 de julho, o YouTube, grande plataforma de vídeos mundialmente, lançou uma ferramenta de remoção de músicas atualizada, permitindo que os criadores excluam músicas protegidas por direitos autorais de seus vídeos sem afetar outros áudios, como diálogos ou efeitos sonoros.

Neal Mohan, chefe do YouTube, anunciou a novidade no X: “Boas notícias, criadores: nossa ferramenta Erase Song atualizada ajuda você a remover facilmente músicas reivindicadas por direitos autorais do seu vídeo, deixando o restante do áudio intacto.”

Continua após o anúncio

Veja também: Fio primeiro ou tomada? Esta é a maneira certa para carregar o celular sem danificar
A empresa explicou em um vídeo que vinha testando a ferramenta há algum tempo, mas que sua precisão na remoção de músicas protegidas por direitos autorais era limitada. Agora, a nova ferramenta utiliza um algoritmo baseado em IA para detectar e remover especificamente essas músicas sem afetar outros áudios no clipe.

Na sua página de suporte, o YouTube adverte que o algoritmo pode, ocasionalmente, falhar em remover apenas a música. Sendo assim, é necessária a atenção ao realizar as solicitações.

Continua após a publicidade
YouTube remove músicas protegidas sem afetar outros áudios (Foto: Reprodução)
YouTube remove músicas protegidas sem afetar outros áudios (Foto: Reprodução)

“Essa edição pode não funcionar se a música for difícil de remover. Se a ferramenta não remover com sucesso a reivindicação em um vídeo, você pode tentar outras opções de edição, como silenciar todo o som nos segmentos reivindicados ou cortar os segmentos reivindicados”, explicou a empresa.

Alternativamente, os criadores podem optar por “Silenciar todo o som nos segmentos reivindicados” para silenciar partes do vídeo que contenham material protegido por direitos autorais. Após a edição bem-sucedida do vídeo, o YouTube remove a reivindicação de ID de conteúdo — o sistema da empresa para identificar o uso de conteúdo protegido por direitos autorais em diferentes clipes.

Continua após a publicidade

Compartilhe:
Mostrar comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *