Notícias

Youtube expõe maneira de enganar publicidade em vídeos

Youtube expõe maneira de enganar publicidade em vídeos (Foto: Reprodução)

Nos últimos meses, o Google e o YouTube têm intensificado seus esforços para combater o bloqueio de publicidade nos vídeos. Apesar de algumas tentativas não serem eficazes ou serem superadas, uma nova abordagem está sendo testada e pode ser a solução que eles buscam há bastante tempo.

Veja também: Fim da Globo na Parabólica: Brasil TV deve sair do ar

Continua após o anúncio

Embora nem sempre de maneira perfeita, o Google parece estar conseguindo limitar o bloqueio de anúncios no YouTube. Diversos testes foram realizados, mostrando sucesso nessa nova batalha do serviço de vídeos.

Os usuários, entretanto, têm demonstrado insatisfação com essa situação, pois ela impede o uso livre do serviço. Além disso, em alguns casos, as medidas adotadas têm efeitos negativos na experiência de uso. Relatos recentes indicam que uma nova técnica está sendo testada, apresentando um sucesso significativo.

Continua após a publicidade

De acordo com o criador do SponsorBlock, “o YouTube está atualmente experimentando a injeção de anúncios no servidor”. Esta extensão usa crowdsourcing para pular segmentos patrocinados.

Youtube expõe maneira de enganar publicidade em vídeos (Foto: Reprodução)
Youtube expõe maneira de enganar publicidade em vídeos (Foto: Reprodução)

Youtube demonstra nova forma de publicidade em vídeos

Conforme a publicação, isso significa que o anúncio agora faz parte do vídeo transmitido para o dispositivo do usuário, em vez de ser entregue separadamente pela plataforma onde o vídeo é visualizado. A abordagem atual permite que os bloqueadores de anúncios interceptem e ocultem a publicidade. No futuro, o anúncio deve se tornar indistinguível do próprio vídeo do YouTube.

A injeção de anúncios no servidor representa um problema maior para os bloqueadores de anúncios, que o YouTube está tentando combater de várias formas. Após focar nas extensões de navegadores, o Google direcionou seus esforços para clientes externos, populares em dispositivos móveis. Como sempre, os usuários são incentivados a assinar o YouTube Premium.

Embora ainda esteja em fase de testes, alguns usuários já relataram essa situação. No entanto, é importante lembrar que a implementação ainda não é ampla. O YouTube provavelmente não detalhará essas mudanças, mas seria interessante entender como a inserção é tratada e quais alterações foram necessárias na sua infraestrutura de publicidade.

Continua após a publicidade

Compartilhe:
Mostrar comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *