Mercado

Siri, mais inteligente e com inteligência artificial, pode não chegar antes de 2025

Siri, mais inteligente e com inteligência artificial, pode não chegar antes de 2025 (Foto: Reprodução)

Os testes beta da Siri podem começar em janeiro do próximo ano e prometem inovar

Na WWDC deste ano, a Apple anunciou uma versão mais inteligente da Siri, aprimorada por IA, mas um novo relatório indica que os usuários não a terão em seus dispositivos até 2025.

Segundo Mark Gurman, da Bloomberg, a nova Siri deve chegar na primavera de 2025, com testes beta para desenvolvedores começando em janeiro daquele ano, como parte da atualização do iOS 18.4.

Continua após o anúncio

Veja também: Descubra como capturar tela no Windows 11

Apesar disso, o Apple Intelligence, um conjunto mais amplo de recursos de IA para iPhone e iPad, será lançado neste outono junto com o iPhone 16 e o iOS 18. No entanto, as grandes atualizações de IA para a Siri, incluindo reconhecimento de erros em comandos, lembrança de conversas anteriores e resumo de reuniões, serão adiadas.

Continua após a publicidade
Siri, mais inteligente e com inteligência artificial, pode não chegar antes de 2025 (Foto: Reprodução)
Siri, mais inteligente e com inteligência artificial, pode não chegar antes de 2025 (Foto: Reprodução)

Um recurso de IA que chegará à Siri neste outono é a integração com o assistente inteligente ChatGPT da OpenAI.

Gurman também detalhou os planos da Apple para o Apple Watch, incluindo o aumento dos displays em novos modelos e a atualização do Apple Watch SE. A empresa pretende substituir a estrutura de alumínio do relógio por plástico rígido, provavelmente para reduzir os custos de fabricação.

Isso já foi feito com o iPhone 5c, que tinha uma estrutura de policarbonato em vez de alumínio, embora as vendas não tenham sido satisfatórias. Além dessas atualizações, a Apple está investindo em melhorias de software para tornar seus dispositivos mais intuitivos e personalizados.

A gigante americana está explorando novas funcionalidades que podem aprender com o comportamento do usuário e oferecer sugestões proativas, como lembretes baseados em localização e recomendações de aplicativos. Sendo assim, tornando a experiência do usuário mais integrada, eficiente e mais próxima da ideal.

Continua após a publicidade

Compartilhe:
Mostrar comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *