NotíciasParabólica

Claro precisa ampliar rede após compra da Oi Infraestrutura

Claro

De antemão a Claro terá uma grande missão para utilizar os ativos adquiridos da Oi Infraestrutura. De acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a operadora precisará implementar 66,5 quilômetros de rede de transporte de alta capacidade em áreas que não possuem backhaul de fibra óptica.

“Backhaul” refere-se a uma rede de transporte de alta capacidade que conecta as torres de celular às redes de comunicação das operadoras.

Continua após o anúncio

No vasto território brasileiro, muitas regiões ainda carecem dessa infraestrutura. A Anatel determinou que a Claro deve abordar essa deficiência.

Claro
Claro enfrenta mega desafio: expansão de rede em 66,5 km!/Foto: Reprodução

Contudo a decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) ontem (11), oficializando a transferência dos ativos da Jonava RJ Infraestrutura e Redes de Telecomunicações, uma das três empresas formadas na recuperação judicial da Oi (as outras são a Cozani RJ e a Garliava RJ).

Continua após a publicidade

Leia também: Televisa compra ações restantes da SKY México

Claro enfrenta mega desafio: expansão de rede em 66,5 km!

Antes de mais nada a jonava era responsável pela construção, operação e manutenção da infraestrutura de telecomunicações da Claro, mas foi desativada em dezembro de 2022, e seus ativos foram incorporados pela operadora.

O uso dessa infraestrutura pela Claro está condicionado conforme publicado no DOU.

A Anatel mandou que a operadora com a rede 5G mais rápida do Brasil deve atualizar sua rede de fibra óptica, garantindo uma estrutura mínima de um gigabit por segundo (1 Gbps) de velocidade.

Conforme o DOU:

“A Concessionária CLARO S.A. terá a liberdade de escolher as rotas onde construirá a infraestrutura de fibra óptica dentre os municípios/localidades identificados pela Anatel como carentes de backhaul com essa tecnologia, totalizando os quilômetros exigidos.”

Além disso, a construção não deve coincidir com áreas já cobertas por outras operadoras. A empresa precisa detalhar todas as áreas beneficiadas pela expansão e seu período de vigência.

Claro deve investir pesado após adquirir ativos da Oi!

Em suma a compra da Oi Móvel acabou em em abril de 2022, com os ativos sendo divididos entre Claro, Oi e TIM.

Claro
Empresa deve investir pesado após adquirir ativos da Oi/Foto: Reprodução

Após a aquisição, começou a migração da estrutura, resultando na criação das três empresas.

No entanto, a utilização dos ativos adquiridos ainda está sendo discutida.

Porque a Oi faliu?

Aqui está um resumo dos principais motivos da falência da Oi:

  • Dívida Acumulada: Dívida insustentável de aproximadamente R$ 65 bilhões.
  • Fusões e Aquisições Problemáticas: Fusões com a Brasil Telecom e outras aquisições mal-sucedidas.
  • Má Gestão: Decisões estratégicas equivocadas e problemas de administração.
  • Investimentos Insuficientes: Falta de investimentos em infraestrutura e tecnologia.
  • Concorrência Agressiva: Forte competição de Vivo, Claro e TIM.
  • Problemas Regulatórios: Falhas no cumprimento de obrigações com a Anatel, resultando em multas.
  • Baixa Qualidade de Serviço: Críticas à qualidade do serviço, levando à perda de clientes.
  • Crise Econômica: Impacto da crise econômica no Brasil na capacidade de gerar receitas.
  • Estratégia de Expansão Falha: Expansão rápida em áreas de baixa rentabilidade.
  • Falta de Inovação: Atraso na evolução tecnológica e ofertas de serviços.
  • Problemas Jurídicos: Processos judiciais e questões legais impactando a operação.
  • Perda de Confiança do Mercado: Deterioração financeira e operacional contínua.

Continua após a publicidade

Compartilhe:
Mostrar comentários (0)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *