Bem-vindo!

Ao se registrar conosco, você poderá discutir, compartilhar e enviar mensagens privadas com outros membros de nossa comunidade.

Inscreva-se agora!
  • Olá, o tema escuro já está disponível no HT Fórum. Para usar, basta ir no final da página e clicar em (Fluent), em seguida selecione o (Fluent V2 Dark).

Clubes assinam termo com empresa visando 'avançar' em projeto de nova liga

Membro ativo
Aug
387
25
Ao todo, 18 clubes do futebol brasileiro assinaram um acordo com a empresa Codajas Sports Kapital (interessada em cuidar das operações da nova liga) visando dar continuidade ao projeto da competição. A companhia liderada pelo advogado Flavio Zveiter avaliou o novo campeonato em US$ 4 bilhões, e estabeleceu condições para o avanço das propostas. As informações são do portal “GE”.

Thank you for watching

Confira a classificação atualizada do Brasileirão 2021 e simule as rodadas!
Apenas cinco clubes da primeira divisão do Brasileirão 2021 não assinaram o acordo: Athletico-PR, América-MG, Fluminense, Juventude e Sport. O documento tem carácter ‘não vinculante’, ou seja, os times podem rejeitar as propostas futuras.

De acordo com o portal, a Codajas Sports Kapital também pediu três obrigações para os clubes que assinaram o acordo:

  • Não vender nenhum direito de transmissão ou comercial relacionado ao Brasileirão para o período posterior a 2024, nos próximos dois meses;
  • Os clubes devem ceder informações necessárias para a realização de uma avaliação da liga e entrada de parceiros;
  • A Codajas Sports Kapital tem o direito de cobrir propostas financeiras, por um ano, caso concorrentes apareçam com ofertas diferentes.
Na proposta, a empresa de Zveiter promete que vai conseguir comercializar uma parte da competição para um investidor, que seria a Advent International. Essa empresa ficaria com até 25% da liga, o que geraria US$ 1 bilhão. Valor que seria repassado para os clubes investirem em reestruturação e pagar dívidas.

Ainda de acordo com o ‘GE’, dois dirigentes de clubes de Série A apresentaram resistência à proposta apresentada. Mario Celso Petraglia, responsável pelo Athletico-PR, tem receio de o acordo prejudicar negociações com outras empresas e que os valores apresentados estejam subvalorizados. Já o presidente do Fluminense, Mário Bittencourt, não gostou do tempo da “concessão” das receitas para o investidor privado, que seria até 75 anos.

  • Hamilton e Neymar de férias no Brasil e mais notícias do Fora de Campo
Em junho deste ano, 19 clubes da Série A do Brasileirão 2021 entregaram à CBF um documento falando sobre a criação de uma nova liga que organizaria o Campeonato Brasileiro. De acordo com o Artigo 24 do estatuto da CBF, há necessidade da aprovação da Assembleia Geral Administrativa, retirando o poder das federações estaduais.
Link com a Informação:https://www.lance.com.br/futebol-na...termo-com-empresa-para-avancar-nova-liga.html
 
Top