Bem-vindo!

Ao se registrar conosco, você poderá discutir, compartilhar e enviar mensagens privadas com outros membros de nossa comunidade.

Inscreva-se agora!
  • Olá, o tema escuro já está disponível no HT Fórum. Para usar, basta ir no final da página e clicar em (Fluent), em seguida selecione o (Fluent V2 Dark).

Aparelho de Som dos anos 1950_60

Membro conhecido
Oct
602
319
czM6Ly9waG90b3MuZW5qb2VpLmNvbS5ici9wcm9kdWN0cy8xMzk4MzIxNy8xZWQ5YWZmMTE4NDI4YTE2MmMyM2QxMmJmZThlOWE1Yi5qcGc


Radio RCA Victor, monofônico e valvular.

czM6Ly9waG90b3MuZW5qb2VpLmNvbS5ici9wcm9kdWN0cy8xMzk4MzIxNy85MDBjYWUzOGUwOGRjMGI4MzY4MjE4N2ExNzI4Y2VhYi5qcGc

O "furo" visto no centro da base do chassis de aço zincado, contornado pelo cordão de força, é uma tomada RCA, usada como entrada de áudio auxiliar para toca-discos com fono-captores cerâmicos "pickups", também conhecidos como "cristais". Pré-amplificadores com circuitos de equalização das curvas CBS, RCA, RIAA e cápsulas magnéticas GE, somente para milionários

s-l300.jpg


Pickups cerâmicos (cristal de sal Rochelle) usados em toca-discos da época. Agulhas de diamante eram um luxo.
A maioria dos audiófilos usavam agulhas de safira.

Muitos dos pequenos "Rádios de Cabeceira", como o rádio apresentado na foto, usavam fontes de alimentação muito simples, sem transformador de força isolado. Tal configuração tornava o chassis metálico "vivo", isto é: dependendo da natureza da rede elétrica e da polaridade do plugue de força, davam choques em quem tocasse no chassis.

Essa característica "hostil" fez com que tais aparelhos recebessem a infame pecha "rabo quente".
Percebam que o gabinete e os botões de controle do rádio têm isolação plástica reforçada. No entanto, a tomada RCA também "eletrificava" o cabo "shield" com blindagem metálica exposta, o qual ligava o pickup do toca-discos externo ao chassis do rádio em questão.

A solução para o indesejável e perigoso problema era, e ainda é, empregar um transformador de força isolado; um incômodo periférico ligado do lado de fora do aparelho.

crédito das fotos:


Sobre curvas de gravação/reprodução em discos de baquelite (78 rpm) e vinil (45 e 33 1/3 rpm) :


Havia também uma curva de equalização para CDs. Ao que se sabe, nunca foi aplicada...
 
Última edição:
Top